terça-feira, 25 de maio de 2010

Eu fico com a verdade...


Dizer a verdade é difícil pra caramba.
A gente cresce ouvindo “os adultos” nos ensinarem que não se pode falar tudo o que pensa.
Mas ouvimos também durante toda a nossa vida, que mentir é feio.
Bom, temos a opção de ficar calados, pra não magoar, pra não perdemos o amigo, pra não estragarmos a “festa”... pra continuarmos no jogo do faz de conta.
Mas dizem que quem cala consente.
Porra!
Que grande merda essa tal de verdade!
Será que é por isso que vivemos tão desconfiados, tão descrentes, tão carentes... afinal nunca vamos saber se o que ouvimos é verdade... e nunca vamos saber se quem se cala, é porque concorda, ou é porque tem medo da verdade... não quer se envolver, não quer confusão... prefere viver “em paz”.

Gente vivemos em um país democrático!
A época da ditadura acabou, não existe mais censura!
Diga o pensa, fale o que te incomoda, reivindique seus direitos.
Acorde pra vida!
Mas vamos com calma. Dizer a verdade, não significa sair por aí ofendendo, sendo grosseiro com quem não pensa como você, ou quem invadiu seu espaço, sua privacidade, ou quem de alguma forma te incomodou ou te incomoda.
Temos uma quantidade enorme de palavras, que nos permitem ser verdadeiros, sem sermos hipócritas, sem soar falso.
Você pode falar o que quiser, pode dar sua opinião, pode expor seus pensamentos sem ser deselegante.
Mas mesmo assim, escolhendo a dedo as palavras ainda vai ter gente que vai se ofender, vai ficar magoado, vai achar que você deveria ter ficado calado, vai achar que você “se acha”, vai dizer que você fala demais...
Aí meu amigo, é você quem escolhe.
Eu fico com a verdade, mesmo que o preço seja perder alguns “amigos”.

Um abraço!

Carla Pianchão

Eu fico com o escritor Thiago de Mello

“Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.

Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.”
(Trechos do livro Estatutos do Homem de Thiago de Mello)

Um comentário:

maneirasimples disse...

Olá Carla, tudo bem? Espero que sim! Legal o seu blog, os posts! Continue escrevendo! Quando quiser visite meu blog.

Um abraço, Eduardo

www.maneirasimples.wordpress.com